Grupo Recuperar - Clínica de Recuperação - Fones: 11 4611-5166 - Whatsapp 11 9 5050 7673 / ajudaterapia@gmail.com

clinicas-de-recuperacao

Tratamento Crack

O crack é dito por muitas pesquisas que é mais barato do que a cocaína, porém não é o que foi constatado, pois comparando a utilização de ambas as drogas, o crack acaba mais rápido e o efeito, apesar de mais forte, é mais curto que o da cocaína, durando cerca de 20 minutos no máximo.

O uso do crack – e sua potente dependência – frequentemente leva o usuário à prática de pequenos delitos, para obter a droga.

Os pequenos furtos de dinheiro e de objetos, sobretudo eletrodomésticos, muitas vezes começam em casa.

O dependente dificilmente consegue manter uma rotina de trabalho ou de estudos e passa a viver basicamente em busca da droga, não medindo esforços para consegui-la.

Estudos relacionam a entrada do crack como droga circulante em São Paulo ao aumento da criminalidade e da prostituição entre os jovens, com o fim de financiar o vício.

Na periferia da cidade de São Paulo, jovens prostitutas viciadas em crack são o nicho de maior crescimento da AIDS no Brasil.

O efeito social do uso do crack é o mais devastador, entre as drogas normalmente encontradas no Brasil.

O crack, uma forma de cocaína de uso relativamente recente em nosso país, teve os primeiros registros científicos de seu consumo no início dos anos noventa, portanto há menos de 30 anos.

O crack não é uma droga diferente de cocaína, mas a própria cocaína preparada para consumo por via inalatória (fumada).

A rapidez e intensidade de seus efeitos, que se devem à intensa absorção da cocaína ao nível dos pulmões, são fatores que favorecem a dependência dessa droga.

Você sabe por que o consumo de crack tem se expandido tanto em nosso meio, sobretudo nas grandes cidades, inclusive substituindo o consumo de cocaína injetável?

Veja abaixo as razões para isso:

*efeito rápido e intenso,

*menor custo, em relação ao pó de cocaína, adequando-se ao perfil de baixa renda da maioria dos seus consumidores;

*é de fácil utilização, dispensando a necessidade do uso de seringas;

*tem maior aceitação social pela maneira como é consumido (fumado), algumas vezes misturado ao tabaco e à maconha (pistilo, mesclado), do que o uso de drogas injetáveis;

*constitui uma alternativa ao uso de drogas injetáveis, em virtude dos riscos associados à infecção por HIV e hepatites.

 

tratamento crack

Clínicas de recuperação

GRUPO RECUPERAR

Entre Em Contato Conosco:

CONTATOS

FONES: 11  5546 0937
WHATSAPP: 11 9 5050 7673
CELULAR VIVO: 11 9 5050 7673

UNIDADES MASCULINAS

UNIDADES FEMININAS

UNIDADES ALTO PADRAO

Quem não aceita o tratamento

O período inicial do tratamento é o período onde se requer maior atenção, pois o paciente está no início de sua desintoxicação e sua síndrome de abstinência está em alta. Após a entrada do paciente na clínica, o local tem 72 horas para avisar o ministério público. ACESSE

Centro Terapeutico

Possuímos unidades para de reabilitação para dependentes químicos, alcoólatras e pessoas com transtornos psiquiátricos. Internação para homens e mulheres, internação de baixo custo e de alto padrão. Pagamento parcelado em boleto bancário e unidades que aceitam planos de saúde. ACESSE.

Tratamento para usuários

O crack é dito por muitas pesquisas que é mais barato do que a cocaína, porém não é o que foi constatado, pois comparando a utilização de ambas as drogas, o crack acaba mais rápido e o efeito, apesar de mais forte, é mais curto que o da cocaína, durando cerca de 20 minutos no máximo.O uso do crack frequentemente leva o usuário à prática de pequenos delitos, para obter a droga. ACESSE.

Alcoolismo

O alcoolismo é uma doença crônica., pode levar a pessoa a não conseguir controlar a ingestão do álcool devido a uma dependência emocional e física. Os sintomas comuns são consumo repetido e exagerado de álcool apesar de problemas familiares, legais e de saúde. ACESSE.

Dependência Química

A compulsão pela droga e pelo efeito causado por ela altera a vida do dependente afetando as relações familiares, social e profissional, trazendo para o indivíduo um intenso sofrimento tanto físico como emocional. Prejuízos neurológicos e cognitivos causados são em sua maioria irreversíveis. ACESSE.

Tratamento para Esquizofrenicos

A esquizofrenia é uma doença que não tem cura, porem o tratamento pode ajudar muito. Raramente exige exames laboratoriais ou de imagem e requer uma avaliação médica. A causa primaria é desconhecida, porém tendências genéticas, desequilíbrio químico do cérebro e ambiente podem ser fatores de sua causa. No Brasil são constatados mais de 150 mil casos por ano. ACESSE.